Frankie e Marília | F&M | Fotógrafo de casamento SP | Fotografia de Casamentos diferentes | Pequenas Doses | Small Doses | 71
Aprendendo a fazer pães de fermentação natural, dias de folga com amigos e seus filhos caninos e cafés que tem nos inspirado. Learning how to bake sourdough bread, days off hanging out with friends (and their dogs) and coffee.
pão de fermentação natural, fermentação natural, dias de descanso, cafés inspiradores, espresso
16398
post-template-default,single,single-post,postid-16398,single-format-standard,qode-listing-1.0.1,qode-social-login-1.0,qode-news-1.0,qode-quick-links-1.0,qode-restaurant-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-12.1.1,qode-theme-bridge,bridge-child,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.4,vc_responsive

Pequenas Doses | Small Doses | 71

Sourdough bread | Pão de fermentação naturalWomen connect by coffeeRoosRoast Badass Women Blend

Há um tempo nós compramos um pão de forma integral no mercado. Um dia em casa sozinho, passei manteiga no pão e logo na primeira mordida, imediatamente senti que havia algo de muito errado com aquele pão. Fiquei com a boca adormecida, fui para o hospital – e dias depois recebemos a visita de um representante da marca em casa com uma enorme cesta de produtos regados de conservante para pedir desculpas pelo acontecido. Prometi que daquele dia em diante não comeria mais pães industrializados. Nem sempre é possível cumprir essa promessa, mas agora em casa sempre tem pão feito artesanalmente – ou por nós, ou por pessoas que fazem pão assim, com farinha, água, ingredientes naturais – e de preferência de fermentação natural.

Começamos com a brincadeira aos poucos. Há muito tempo um casal de amigos nossos comprou uma máquina de pão e ficamos inspirados, então depois desse acidente, compramos uma pra nós. Fazíamos pão na máquina, mas acabamos cansando de tirar e colocar a máquina na estante, e aos poucos cansamos. Daí nos inspiramos por outra amiga nossa, a Karina da VIVA CAKE! que já estava nessa onda dos pães de fermentação natural. Um dia estávamos andando por aí e vimos o Pão Nosso, livro do Luiz Américo Camargo na promoção, e eu que já estava na onda de fazer pizza, resolvi comprar.

E isso virou um novo hobby. Simples assim. Me dedico piamente aos fermentos e não deixo de alimentá-los. Já matei um, já ganhamos fermento de presente, já demos fermento de presente… então agora nossos domingos, que geralmente eram dias de ir à feira e descansar, agora são dias de ir à feira e fazer pão. Fico frustrado quando faço tudo certo e dá tudo errado. Fico feliz quando faço tudo errado e dá tudo certo. Converso sobre bolhas, alvéolos, cascas e fornos com os amigos. Virei um professor pardal, testando diferenças de assar pães em panelas e formas de ferro fundido e conversando sobre altas hidratações… e de repente percebi que na segunda-feira tenho acordado mais feliz e animado. Talvez pra comer pão. Esses da foto são da fornada dessa semana. Foram dois de farinha branca e gergelim, um de farinha integral com nozes e o outro integral.

Não acredito que seja algo para todos, mas se você não quer brincar de fazer pão, tem um monte de gente legal que vende pão bom por aí! Em São Paulo já temos um monte de padarias de fermentação natural, mas tem também quem não tem padaria e vende suas próprias “fornadas”. Você pode ajudar alguém que tem paixão absoluta por pão à ganhar o dinheiro merecido. Em SP temos algumas artistas do pão como a Flávia Maculan, a Hanny Guimarães, a Izabela Tavares… Se você está no interior de SP tem nossa amiga Karina da VIVA CAKE!, no Rio já ouvimos falar que tem muita gente legal, em BH tem a Du Pain que visitamos na semana passada… é só pesquisar que você vai encontrar alguém perto de você fazendo pão natural. Ah, e tem curso de pães da Izabela Tavares no EATALY logo logo, se você está em SP e quer aprender um pouco, tá aqui.

E é impressionante como quase todos esses pães que mencionei são feitos por mulheres! E como nada combina tão bem com pão quanto café, por coincidência nas últimas semanas ganhamos alguns cafés super interessantes criados/plantados/colhidos/vendidos por mulheres. Um deles é o Badass Women Blend, do RoosRoast. O Roosroast é um café de Ann Arbor, no estado de Michigan nos Estados Unidos que torra/vende cafés eticamente corretos – e esse é um blend para homenagear as meninas! A Paula, nossa ex-noiva agora amiga trouxe de presente pra nós e é bem gostoso, apesar de ser um pouco escuro. O outro café, é do “Women connect by coffee” e é plantado/colhido/torrado/vendido por mulheres. E é bom demais! Muito obrigado pelo presente, Carol! Como é bom ter amigos que sabem exatamente o que gostaríamos de ganhar… e como é bom dar presentes gastronômicos pros amigos também!

As outras fotos são do nosso encontro pra um café com a Amanda e o Advan e o filho canino deles no King of the Fork que acabou terminando em pizza napolitana lá no Napoli Centrale no Mercado de Pinheiros. Melhor passeio que você poderia fazer numa segunda-feira pós trabalho!

Ah, e tem essas nossas xícaras novas aqui no escritório! Elas são da próxima coleção da NONI SP. O nome temporário dela é xícara F&M, de verdade. Se você quiser uma, é só pedir que ela faz! E é tudo lindo <3 Esperamos que tenham gostado! Se gostou, nos avise! <3 -- Lately the bread thing has become more and more intense here at home, so much so that we've gotten to a point that we really haven't bought bread that wasn't especially made by people who love bread in a while. Not only has this been a health-conscious decision, but it has also lead to this hobby becoming a sort of therapy for us. And we've been giving people bread as presents and it rules. And nothing goes with bread as well as a warm cup of coffee, and people have been giving us coffee since we started this thing together. We've had a few friends visit us from far away lately and we've gotten some pretty awesome coffee as gifts. This Badass women roast is by RoosRoast from Ann Arbor, MI and "Women connect by coffee" is from Curitiba, Brazil. One of them is inspired by badass women, the other is grown/roasted by women in Brazil and is organic and delicious!

2 Comments
  • Aryel com y (@aryelakerman)
    Posted at 14:59h, 21 July Reply

    Se eu gostei? Eu amei! E confesso que fiquei com vontade de me arriscar na cozinha hahaha

    Estava com saudades das pequenas doses. Vocês são sensacionais.

    Obrigada por compartilharem coisas boas ♥

  • Flávio
    Posted at 17:03h, 21 July Reply

    Muito bom o post!
    Um pão muito bom é o do Friccò (Rua Cubatão, 831, Vila Mariana), todos com fermentação natural.
    Ah e se teu fermento estiver crescendo muito, me avisa que eu tô querendo um pra começar a alimentar!
    Abraços aos dois!

Leave a Reply